domingo, 28 de julho de 2013

Living in hell

Sumida sim e por várias razões, uma delas é me sentir completamente invisível nesse mundo onde venho tentando ficar de vez.
Eu não encontro meu lugar em nenhuma parte, em nenhum grupo, nem em mim mesma sobra um lugar, um lugar tranquilo.
Os fracassos, bem já me "acostumei" com eles, só não me acostumei ainda com a ideia de ser fracassada.
Alguma coisa se revira aqui dentro e grita de agonia, grita pra que eu faça algo, pra que eu saia, pra que eu viva... mas aqui fora continuo a desistir, a ter compulsões, a me trancar, a deixar que as pessoas me batam com suas palavras e olhares tortos. Me tornei mais um corpo com defeito e fora dos padrões, sem beleza, sem amor próprio, sem vontade de nada. Apenas uma mala velha que não pode carregar mais nada.
E eu sei que preciso mudar, que preciso pentear os cabelos e fazer uma dieta, preciso criar coragem pra sair e enfrentar as pessoas, preciso arrumar um emprego e novos amigos, preciso fazer aquele vestido azul de florzinhas entrar em mim de novo, eu sei que preciso sair daqui, juntar minhas coisas e ir para longe; mas eu não sei por onde começar, eu tenho medo de cair outra vez, eu tenho medo de não ser amada, nem aceita, eu tenho medo de viver porque me ensinaram que eu não era boa o suficiente e que talvez eu nunca seja.